14 de ago de 2013

Sobre clichês e o nosso amor

Quando falamos de amor, tudo o que vem a cabeça de todas as pessoas são todos aqueles clichês de casais perfeitos cheios de frases prontas e toques cuidadosos. Mas não, talvez eu seja a única peça que não se encaixa nesse quebra cabeça.
Quando falam de amor, tudo que me vem a mente é o teu olhar traiçoeiro e sua risada engraçada, o modo como desesperadamente mordes minhas bochechas enquanto arranca-me sorrisos, como criança, pois nossa alma é. 

O amor me lembra toda essa incerteza, do que virá. Do que talvez nem venha, mas só esse friozinho na barriga já vale qualquer sacrifício. O amor me lembra o desejo de apagar, apagar da gente todas as mágoas antigas, os medos, receios. E ver crescer em ti o amor por um ser quase frágil, um ser apaixonado até pelo ar que respiras e que acredita sempre que até o pior momento terá seu lado bom, se estiver do teu lado.

O amor me lembra você e toda essa amadurecência que possui, tão homem, seguro. E escolheste-me, tão cheia de irrealidade e oceanos de sonhos para me afogar, mas ainda contigo me sinto segura, de ser quem sou, quem sempre fui.

O amor me lembra você, o toque das tuas mãos, sua boca perdida entre meus cabelos a procura da minha. Me lembra filas de cinema, beijos na sacada da varanda, conversar enquanto estamos sentados no portão. 
O amor me lembra você, sinceramente, o amor sempre vai me lembrar nos dois, mesmo depois de qualquer imensidão de "nós". Sei que nunca será um sentimento balanceado, vai ser anormal, vai sim. Mas amor, equilíbrio e lucidez não disputam o mesmo espaço. 

4 comentários:

  1. Olá.
    Seu blog é muito legal , tem muitos assuntos legais, parabéns.
    Porque não divulga no Portal Teia,é um divulgador de blogs diferente de todos que existem, basta mandar seu link e se for escolhida, seu blog é divulgado para centenas de pessoas e o melhor de tudo é gratis.
    Passa lá e dá uma olhadinha!
    Até mais

    ResponderExcluir
  2. Ai que texto lindo, parabéns.
    Me deu até uma vontade de amar agora.-q KKK
    Odorei o blog e já estou seguindo. Pode dar uma olhadinha no meu e se gostar seguir?
    Obrigada!
    http://onze-da-noite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie, prazer primeira vez aqui e seguindo ^^
    Que texto lindo, aaah o amor só quem realmente sente para sabe que esse sentimento tão profundo nunca será clchê s2

    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Juliana, seu texto é muito bom, me encantei! Meninas quase invisieis

    ResponderExcluir