4 de fev de 2013

Um não de nossos pais

Uma reflexão sobre o acontecimento de
Santa Maria

 Todos nós sabemos sobre o triste e chocante fato que ocorreu há uma semana em Santa Maria, RS. Acontecimento que deixou (com mais uma morte hoje) 237 mortos. O INCÊNDIO DA BOATE KISS. Impossível não se comover com tal ocorrido devido ao choque causado não só nos familiares e amigos, mas em todo o Brasil. Com isso, venho fazendo uma reflexão sobre esta tragédia e que acho de grande valia para todos nós. Essa é minha reflexão:
 Quantas vezes um NÃO de nossos pais nos salvou de algum acontecimento, por menor que seja? Quantas vezes fomos livrados de estar envolvido em algum problema pelo simples NÃO de um dos nossos pais? Quantas vezes eles disseram a nós "NÃO" somente por nos amar?
 Esse fim de semana pensei sobre essas perguntas sobre as quais comecei a abrir um leque de pensamentos sobre o simples amor de nossos pais por nós e tudo que pode acontecer se recusarmos. Muitas das vezes que ouvimos um não deles é motivo de choro, de tristeza, de birra, manha nossa, só por não conseguirmos o que queríamos. Mas, você acha que é à toa? Não seria pelo simples fato de nossos pais terem experiências na vida e estarem tentando nos ajudar?
 Quantos jovens naquela noite devem ter ouvido um "Filho(a) não vá, fica comigo hoje", "Fica com a sua família"? Porém, eles não ouviram. E, infelizmente, não podem ouvir mais nem uma negação de seus pais.
 Houve relatos de que uma menina que morreu no incêndio discutiu com a mãe e disse que a odiava (o link da página estará disponível no fim). Qual o preço que ela pagou? Imagino o estado da mãe neste momento pelo fato de não poder ter acertado a vida com a filha.
 Um dia pedi a meu pai que eu saísse de moto e ele não deixou. Implorei até ele permitir. Quando estava passeando no quarteirão de casa eu sofri um acidente que fui lançado de uns 5 a 10 metros de distancia da moto e a moto ficou destruida. Além da moto, eu fiquei com cicatrizes até hoje, sendo que este ocorrido foi há mais de um ano.
 Parem para refletir: quantas famílias se destruiram porque os filhos não ouviram o NÃO de seus pais! As marcas psicológicas deixadas nas pessoas sobreviventes! Será que os sobreviventes aprenderam a ouvir os conselhos de outras pessoas mais velhas? Ou será que na próxima oportunidade estarão lá novamente?
 A resposta para essas últimas perguntas, eu não sei! Mas peço uma coisa a você que está lendo: Agradeçam a seus pais pelos NÃOs que eles lhe deram, garanto que já livraram vocês de muita coisa. Abrace-os, pois, infelizmente, aqueles jovens não podem mais abraçar os seus. Aproveite-os enquanto vivos, "a vida nos dá várias oportunidades, a morte só uma". Ame-os como nunca amaram alguém...
 Isso é uma parte da reflexão, não consegui expressá-la por completo, pois é um leque enorme, mas nada que vocês não possam alcançar. REFLITAM TAMBÉM.
 Comentem aí o que vocês acham. Fiquem com Deus.

5 comentários:

  1. Realmente flor, o não dos nossos pais já nos livraram de muita coisa. No começo ficamos chateadas, mas... sabemos que é para o nosso bem.
    http://perfeitateen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk flor não, por favor ;)
      Foi eu quem publicou :P

      Excluir
  2. oi segue meu blog:
    www.semprebellaaaa.blogspot.com beijo!

    ResponderExcluir
  3. muito triste essa história de santa maria,
    me deixa sem palavras.

    ResponderExcluir
  4. Verdade, um não de nossos pais já nos livrou de tanta coisa, e é por isso que sempre tento levar a sério o que os meus pais dizem,rs.

    Beijos, Kawanny Arruda.

    ResponderExcluir