25 de abr de 2013

Um Dia

Large

Eu me lembro bem, mesmo tendo uma péssima memória, que no primeiro dia de aula cheguei atrasada, assim que abri a porta havia uma sala repleta de rostinhos diferentes me observando ao mesmo tempo, deviam estar se perguntando quem era aquela garota estranha, talvez nerd ou bonita. Eu fiquei constrangida e assim que avistei uma cadeira vazia, logo me sentei e fui copiar o dever que estava no quadro. Assim que tive tempo para observar aqueles rostos, que agora seriam os rostos que eu veria todos os dias desse ano letivo, os rostos da minha sala. Avistei um garoto que me chamou atenção, ele estava bem lá no canto, encostado na parede, aparentemente inteligente.

Certo dia fui apresentada a ele e sim, realmente ele é inteligente, assim como eu. No início não tínhamos muito assunto para conversar. Conversávamos apenas o básico sobre de onde viemos, o que queremos ser profissionalmente, sobre essas coisas quando conhecemos uma pessoa, além disso, conversávamos sobre dúvidas da matéria. O assunto nunca rendia muito. Depois de alguns meses ficamos mais próximos e acabei descobrindo que temos coisas em comum, uma coincidência não muito feliz é que nossos pais são separados e nós moramos com nossas mães. Mas isso não vem ao caso.

Eu o olhava e via o garoto perfeito, talvez quase perfeito. Via alguém com que eu sonhava, . Alguém me faz sorrir, como se fosse feito especialmente para mim. Eu nunca tive essa sorte de ter na mesma sala que eu, um garoto bonito, inteligente e divertido. Nos últimos anos, na minha sala só havia garotos imaturos e chatos. Certamente, esse ano eu tive uma grande sorte.
No cair da tarde, às vezes me vem ao pensamento seu jeito, as pequenas implicâncias, o seu sorriso e sem perceber, dou um sorriso bobo. Ele não deve fazer ideia, mas eu adoro o jeito como ele me olha disfarçadamente quando estamos longe um do outro. Parece até infantil, mas eu adoro o jeito como ele fica irritado quando eu implico com ele e quando ele vem implicar. Uma amiga minha disse que isso tem nome, e o nome é amor.

3 comentários:

  1. Aii que lindooo!!

    Quando eu conheci me marido foi assim, desse jeito, entrei na sala, vi ele sentado e depois? casamos rsrsrs
    xx
    Tali

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei o blog, muito lindo mesmo. Parabéns, vou sempre estar aqui Cris (:

    ontendency.blosgpot.com

    ResponderExcluir
  3. Que vontade de chorar! HAHA! Queria que isso acontecesse comigo, seria perfeito! Adorei demais o texto, parabéns!

    ResponderExcluir